A Voz das Províncias

NATAL

Traz sempre um amanhã, uma nova oportunidade para fazer bem as coisas, como afirma Thiago de Mello:

           “A verdade é luz pequena

              Andando na escuridão;

              Da terra ela nasce e cresce,

              No peito se faz clarão”.

Deus, no seu infinito amor, envia seu Filho repleto de luz e verdade para fazer brilhar em nós sua salvação. Jesus é o Emanuel, o Deus sempre conosco.

Natal é a festa da alegria, da simplicidade, do amor e da fraternidade. Jesus quer nascer em nossos corações para nos transformar, para sermos bem mais parecidas/os com Ele em palavras e ações... Esse é o verdadeiro sentido do Natal.

Feliz Natal para casa um/a de vocês nesse novo nascer de Quem sempre nos traz luz, novo amanhã!

(Ir. Solanje Tavares de Carvalho – Priora Provincial)

 

Leia Mais
Notícias
  • Nos dias 15 e 16 de junho, em Uberaba/MG, aconteceu o Dominter, encontro que reúne Frades e Irmãs da Família Dominicana no período de formação inicial.

     

    O evento aconteceu no Centro de Espiritualidade Tomás de Aquino – CETA e acolheu os jovens dominicanos de diversos estados: Goiás, Tocantins, Goiânia, São Paulo e Distrito Federeal.

     

    O Dominter em Uberaba, teve como facilitador, o Frei Paulo OP que trouxe o tema “O estudo e a pregação na Ordem Dominicana” para reflexão.

    Leia Mais >>
  • O Ensino Religioso com os alunos do Maternal 2 do Colégio São Domingos em Araxá/MG é trabalhado por meio do “Projeto Anjo - Eu cuido de você e você cuida de mim”, cujo foco é trabalhar os valores.

     

    Este é um projeto desenvolvido dentro do eixo norteador identidade/autonomia e Ensino Religioso, e que contemplou no mês de maio; a bondade, exemplo de Madre Anastasie – a fundadora da Congregação das Irmãs Dominicanas de Nossa Senhora do Rosário de Monteils.

     

    A atividade desenvolvida com as crianças da Educação Infantil se deu a partir de uma conversa em sala de aula, a rodinha filosófica, quando as Professoras Sibele e Anna Caroline trataram o tema de forma lúdica e envolvente.

    Leia Mais >>
  • Com um Decreto publicado em 03 de março, pela Congregação do Culto Divino e da Disciplina dos Sacramentos, o Papa Francisco determinou a inscrição da Memória da “Bem-aventurada Virgem, Mãe da Igreja” no Calendário Romano Geral. Esta memória será celebrada todos os anos na Segunda-feira depois de Pentecostes.

    O motivo da celebração está brevemente descrito no Decreto "Ecclesia Mater": favorecer o crescimento do sentido materno da Igreja nos Pastores, nos religiosos e nos fiéis, como, também, da genuína piedade mariana.

    “Esta celebração ajudará a lembrar que a vida cristã, para crescer, deve ser ancorada no mistério da Cruz, na oblação de Cristo no convite eucarístico e na Virgem oferente, Mãe do Redentor e dos redimidos”, lê-se ainda no Decreto, assinado pelo Prefeito do Dicastério, o Card. Robert Sarah.

    Traduções

     

    Em anexo ao decreto, foram apresentados, em latim, os respectivos textos litúrgicos, para a Missa, o Ofício Divino e para o Martirológio Romano. As Conferências Episcopais providenciarão a tradução e aprovação dos textos, que depois de confirmados, serão publicados nos livros litúrgicos da sua jurisdição.

    De acordo com o Decreto, onde a celebração da bem-aventurada Virgem Maria, por norma do direito particular aprovado, já se celebra num dia diferente com grau litúrgico mais elevado, pode continuar a ser celebrada desse modo.

    A importância do mistério

     

    “Considerando a importância do mistério da maternidade espiritual de Maria, que na espera do Espírito no Pentecostes (cf. Act 1, 14), nunca mais parou de ocupar-se e de curar maternalmente da Igreja peregrina no tempo, o Papa Francisco estabeleceu que na Segunda-feira depois do Pentecostes, a Memória de Maria Mãe da Igreja seja obrigatória para toda a Igreja de Rito Romano”, comentou o Card. Sarah.

     

    “O desejo é que esta celebração, agora para toda a Igreja, recorde a todos os discípulos de Cristo que, se queremos crescer e enchermo-nos do amor de Deus, é preciso enraizar a nossa vida sobre três realidades: na Cruz, na Hóstia e na Virgem – Crux, Hostia et Virgo. Estes são os três mistérios que Deus deu ao mundo para estruturar, fecundar, santificar a nossa vida interior e para nos conduzir a Jesus Cristo. São três mistérios a contemplar no silêncio.

     

    Fonte: Vatican News

    Leia Mais >>
Veja Mais
Agenda de Eventos
Cadastro
A Ordem dos Pregadores
A Família Dominicana tem sua origem num tempo e numa área geográfica bem longe de nós. Surgiu na Europa da Idade Média, na época das Cruzadas e de Francisco de Assis. Ela brotou a partir da experiência de vida evangélica de São Domingos de Gusmão, aproximadamente em 1170.
Leia Mais
Patrimônio Histórico
Copyright © 2014 VIVERE