A Voz das Províncias

NATAL

Traz sempre um amanhã, uma nova oportunidade para fazer bem as coisas, como afirma Thiago de Mello:

           “A verdade é luz pequena

              Andando na escuridão;

              Da terra ela nasce e cresce,

              No peito se faz clarão”.

Deus, no seu infinito amor, envia seu Filho repleto de luz e verdade para fazer brilhar em nós sua salvação. Jesus é o Emanuel, o Deus sempre conosco.

Natal é a festa da alegria, da simplicidade, do amor e da fraternidade. Jesus quer nascer em nossos corações para nos transformar, para sermos bem mais parecidas/os com Ele em palavras e ações... Esse é o verdadeiro sentido do Natal.

Feliz Natal para casa um/a de vocês nesse novo nascer de Quem sempre nos traz luz, novo amanhã!

(Ir. Solanje Tavares de Carvalho – Priora Provincial)

 

Leia Mais
Notícias
  • "O principal formador é Deus, o principal responsável pela formação é o formando. Os formandos se formam apesar de nós, nós formadores somos mediadores."

     

    Ir. Danize e eu estamos participando em Bogotá de 16 a 26 de agosto, na Casa de Encontro  Santa Lusia, do curso de Formadores e Formadoras, organizado por Cidalc e Codalc.

     

    Temos irmãs e irmãos de diversos países da região latinoamericana e do  Caribe, frades, irmãs e monjas. O clima do encontro é muito fraterno e com temas profundos e necessários a uma verdadeira formação dominicana. O tema deste curso é A comunidade formadora como ecossistema formativo.

     

    Nestes dias estamos vivendo como Família Dominicana um grande Kairós, conhecendo e aprendendo a melhor maneira de trabalhar em nossas Casas de Formação inicial, sendo humildes buscadores da graça de Deus. Os assessores vão nos mostrando caminhos de como devemos viver este ecossistema formativo, com o protagonismo ativo das formandas, primeiras responsáveis pela sua formação, como um processo de internalização na formação dominicana. Os/as formadores/as são facilitadores/as deste projeto, para contribuir na formação de discípulas e  discípulos de Jesus, na Vida Religiosa. Nossas comunidades de formação são desafiadas a renovar a própria vida.

     

    Nestes dias estou tendo a oportunidade de aprender mais sobre a nossa história dominicana e o processo de formação próprio da Ordem Dominicana. Sabemos que é um desafio, mas quando trabalhamos em equipe e temos a colaboração de nossas Irmãs tudo se torna mais fácil facilitar o processo de cada jovem. Como nos fala Frei Timothy "precisamos construir comunidades onde podemos florescer". Que nossa Casa de Formação possa ser este espaço de florescimento das nossas Irmãs.

     

    Ir. Irenilda Gomes Pitombeira

    Leia Mais >>
  • A CRB Nacional encaminha, com carinho e reconhecimento, uma mensagem para O DIA DA VIDA RELIGIOSA CONSAGRADA.


    Leia Mais >>
  • “Tende caridade, perseverai na humildade, possuí a pobreza voluntária. Oh, testamento de paz!”

     

    Queridos irmãos e irmãs da Ordem dos Pregadores

    (Frei Bruno Cadoré, Cartas para a Ordem)

     

    No dia 6 de agosto de 2021 celebraremos a memória dos oitocentos anos do dies natalis de São Domingos, dado a conhecer por Humberto de Romans1 nestes termos: "Isto é o que vos deixo em possessão como a filhos por direito hereditário, queridíssimos irmãos, este testamento de paz”. Disse ainda: “Tende caridade, perseverai na humildade, possuí a pobreza voluntária. Oh, testamento de paz!”. Frei Domingos adormeceu na morte, deixando este testamento de paz a seus frades, como herdeiros do que foi a paixão de sua vida: viver com Cristo e aprender d’Ele a vida apostólica. Parecer com Cristo por sua vida evangélica e apostólica.

     

    Essa foi a santidade de Domingos: seu ardente desejo de que a Luz de Cristo brilhasse para todas as pessoas, sua compaixão por um mundo sofredor, chamado para nascer à sua verdadeira vida, seu zelo em servir a uma Igreja que expandisse até alcançar as dimensões do mundo. “Conheci nele um homem seguidor da norma de vida dos Apóstolos e não há dúvida de que está associado à glória que têm no céu”, declarava o Papa Gregório IX ao conceder a trasladação de seus despojos2 .

     

    A celebração do Jubileu da confirmação da Ordem impulsionou a dinâmica de renovação do compromisso da Ordem da santidade, que fez de Domingos um pregador. Como dizia magnificamente Santa Catarina: “Seu ofício foi o do Verbo, meu Filho unigênito. Apareceu no mundo como um verdadeiro apóstolo, pela força da verdade e do ímpeto com que semeava a palavra, dissipava as trevas difundia a luz”. 

     

    Continua:

    http://www.dominicanos.org.br/site457/arquivos/4feaa99eb0eafee92ea040dbcfb1b080.pdf

    Leia Mais >>
Veja Mais
Agenda de Eventos
Cadastro
A Ordem dos Pregadores
A Família Dominicana tem sua origem num tempo e numa área geográfica bem longe de nós. Surgiu na Europa da Idade Média, na época das Cruzadas e de Francisco de Assis. Ela brotou a partir da experiência de vida evangélica de São Domingos de Gusmão, aproximadamente em 1170.
Leia Mais
Patrimônio Histórico
Copyright © 2014 VIVERE